Krak dos Cavaleiros

Fortaleza erigida pelos Cruzados cristãos no condado de Trípoli, na Síria, em 1110, por Tancredo. Trata-se do exemplar mais bem conservado da arquitetura militar dos Cruzados no Próximo Oriente. Ali se instalou a Ordem dos Hospitalários que consegue resistir aos ataques muçulmanos até 1271, quando cai nas mãos do sultão mameluco Baybars I. A sua estrutura apresenta um pano exterior, com torres quadrangulares e circulares, envolvendo o palácio, cuja proteção é assegurada por uma muralha concêntrica. Conserva uma capela românica com uma galeria gótica datada do século XIII: situa-se na ala ocidental, com uma nave com cerca de 120 m de comprido, coberta por uma abóbada de volta perfeita e com aberturas que permitiam a iluminação. A sua posição estratégica na zona de Boqueia, permitia aos Cruzados salvaguardar a entrada de Homs. Não admira que tenha sido descrita por um muçulmano como "um osso na garganta dos Sarracenos".
Como referenciar: Porto Editora – Krak dos Cavaleiros na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-01-27 14:13:24]. Disponível em