Kuala Lumpur


Aspetos Geográficos
Capital da Malásia, Kuala Lumpur situa-se no interior do país, a 30 km do estreito de Malaca, que corresponde à confluência entre os rios Kelang e Gombak. É a única cidade do mundo com uma floresta milenar dentro dos seus limites. O seu clima é equatorial: quente e soalheiro, mas com chuvas intensas na monção que vai de abril a setembro. É a maior cidade do país, com cerca de 1 500 000 habitantes (2005).

História e Monumentos A cidade foi fundada em 1857, começando por ser um acampamento destinado à mineração de estanho. A localidade cresceu rapidamente e tornou-se o centro económico do estado de Selangor, a região mais desenvolvida do país. Em 1895, foi escolhida para capital dos Estados Federados da Malásia. Neste período, a comunidade multirracial que a compunha instalou-se em diversos locais, ficando a Praça do Mercado como o centro de comércio da cidade. Os chineses instalaram-se à volta deste local e para sul. Para norte, ficaram os malaios, e próximos deles os indianos. Para oeste, o Padang era a sede da administração britânica. A cidade continuou a crescer e em 1957 deixou de ser administrada pelos britânicos, mantendo-se como capital da Federação Malaia até 1963, altura em que a Malásia conquistou a independência. Ganhou estatuto de cidade em 1972 e tornou-se território federal em 1974. O edifício mais emblemático da cidade é constituído pelas Torres Gémeas Petronas, um dos mais altos edifícios do mundo.

Aspetos Turísticos e Curiosidades
Kuala Lumpur é um grande centro de atividades culturais, destacando-se o Museu Nacional, que oferece coleções de diversas artes. A Galeria Nacional de Arte e a Galeria de Arte Petronas são outros centros culturais de destaque. Outros locais de interesse turístico são os enormes Jardins do Lago (situados próximo do parlamento nacional); o Mercado Central; o Olho da Malásia (roda panorâmica gigante); a Mesquita Nacional (edifício pós-moderno completado em 1965) que serve de mausoléu para os líderes malaios; uma magnífica estação de caminhos de ferro vitoriana; o Parlamento (finalizado em 1963); o Monumento Nacional (Tugu Negara), que homenageia os que morreram nas lutas malaias pela independência; e a Istana Negara (residência oficial dos reis), entre muitos outros. É também conhecida na Malásia apenas por KL.


Economia
A cidade é o centro económico e cultural do país. Possui uma densa rede de transportes e uma grande quantidade de órgãos de comunicação social. O Triângulo Dourado é o centro de comércio da cidade, local onde se situam as Torres Petronas, e também um local de destaque na vida noturna. As feiras e convenções são eventos que constituem pontos fortes das ofertas da cidade: o Putra World Trade Center (o maior centro de convenções do país) e o Kuala Lumpur Convention Centre são dos mais destacados nesta área. Outras atividades económicas importantes são as indústrias alimentares, a borracha, a eletrónica e os produtos químicos.
Como referenciar: Kuala Lumpur in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-08 09:21:34]. Disponível na Internet: