Kunene

Província a sul de Angola cuja capital é a cidade de Ondjiva, com 10 000 habitantes (2004). Por vezes, encontra-se sob a forma ortográfica Cunene. Confinada pela República da Namíbia e pelas províncias angolanas de Namibe (a oeste), Huíla (a norte) e Kwando Kuvango (a este), a província de Kunene tem uma superfície de 87 342 km2 e uma população de cerca de 251 000 habitantes (2004), constituída sobretudo pelo povo étnico dos Mucubais.
Devido ao seu clima tropical seco e semi-desértico, os solos são pouco propícios para desenvolver atividades agrícolas, no entanto, destaca-se o cultivo de milho, feijão, massambala, massango, tabaco, cana-de-açúcar, vinha, algodão, trigo e citrinos. As principais receitas económicas provêm da exploração de madeira e da pecuária, principalmente, de gado caprino e bovino. Relativamente aos recursos minerais, destaca-se o ouro, a mica, o cobre e o ferro.
A província foi muito fustigada pelas invasões e ocupações sul-africanas (entre 1970 e 1980), tendo a capital sido muitas vezes destruída por causa dos bombardeamentos da aviação sul-africana. Kunene necessita, por isso, de apoios financeiros para melhorar as suas infraestruturas, prioritariamente, nos setores das comunicações terrestres, dos abastecimentos de água e de energia, da educação e da saúde. Neste último, verifica-se elevados níveis de mortalidade devido a doenças como diarreias agudas, tuberculose, subnutrição, anemia e doenças respiratórias agudas. Vários projetos foram já lançados para desenvolver a região. Com o apoio da ADPP (Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo), lançou-se, em 1999, não só o projeto Escola Professores do Futuro, proporcionando aos estudantes, estágios pedagógicos em escolas rurais, como também o projeto Vestuário, com os objetivos de fornecer roupas e sapatos à população e de criar fundos para futuros projetos da ADPP.
A nível turístico, a província de Cunene apresenta grandes potencialidades, tendo como pontos de interesse: o Parque Nacional da Mupa (6600 km2 de área), onde se encontra uma grande diversidade de animais, tais como avestruzes, elefantes, zebras, leões, girafas e hipopótamos, e o rio fronteiriço Kunene, cuja principal atração são as cataratas de Ruacanã, com um desnível de perto de 100 metros. Quanto ao artesanato, ele provém essencialmente do povo dos Mucubais, que ainda preserva intactos costumes ancestrais. De referir os feitos do último soba do povo Kwanyama - o famoso Mandume que, na defesa do seu território, defrontou a força militar portuguesa, na primeira década do século XX.
Como referenciar: Kunene in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-04-23 17:27:43]. Disponível na Internet: