La Fura Dels Baus

Grupo de teatro catalão que se notabilizou pelos seus espetáculos polémicos e visualmente poderosos. Fundado em 1979, começou por fazer espetáculos de rua, mas ganhou alguma projeção interna com a peça Lenguaje Furero (1983), que se inseriu num ciclo mais amplo de espetáculos a que apelidaram de Accions. Com estes espetáculos, imprimiram um novo conceito teatral alicerçado na utilização de numerosos recursos cénicos como música, dança, pirotecnia, uso de materiais naturais e interação com o espectador, criando uma simbiose entre ator e autor, fundindo-se numa mesma criação coletiva. Em 1992, foram convidados para realizar a cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Barcelona. Os pontos altos da década de 90 foram os seus espetáculos Fausto Version 3.0 (1998) e Ombra (1998) sobre o poeta Federico Garcia Lorca e que foi apresentado com grande adesão do público na Expo 98.
Voltaram a Portugal em 2003 para apresentar o seu polémico XXX, onde o erotismo foi a grande tónica; em 2004 com a primeira peça da trilogia teatral Tetrologia Anfíbia, passada num navio; e em 2005, no âmbito do festival Imaginarius de Santa Maria da Feira, com a construção de uma rede humana que contou com a participação de cerca de 60 voluntários.
Como referenciar: Porto Editora – La Fura Dels Baus na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-01-20 08:49:09]. Disponível em