Leão X

Papa italiano, filho de Lourenço de Médicis e de Chiara Orsini, João nasceu a 11 de dezembro de 1475, em Florença. Foi educado por Angelo Poliziano, em 1482 foi tonsurado, sendo nomeado protonotário apostólico algum tempo depois, e cardeal aos treze anos. Estudou Direito Canónico em Pisa e em 1492, quando o seu pai faleceu, a sua vida ficou em perigo na cidade natal devido aos distúrbios causados pelos inimigos da família, vendo-se o futuro papa obrigado a refugiar-se em Urbino, com mais alguns parentes.
No ano de 1500 estabeleceu-se em Roma, no palácio Madama, desde onde patrocinava e protegia os artistas, o que continuou a fazer ao longo da sua vida.
Concluiu o Concílio de Latrão, iniciado por Júlio II, e perdoou os cardeais que tinham participado no de Pisa. A luta com França pela posse de territórios italianos terminou apenas em 1515, com a vitória francesa em Marignano. Ficaram assim as possessões do Sul de Itália nas mãos dos espanhóis e as do Norte nas dos franceses, existindo além destas os Estados Pontifícios e a República de Veneza. O pontífice foi alvo de uma tentativa de assassinato, uma vez que deu o ducado de Urbino, pertencente ao desleal cardeal Francesco della Rovere, ao seu sobrinho, Lourenço de Médicis. Mas o intento falhou e foi executado o fautor da ideia, o cardeal Petrucci, sendo os restantes presos e posteriormente libertos depois de pagarem elevadíssimas quantias.
Em pleno Renascimento, era muito o fausto e o dinheiro gasto, tendo-se recorrido para fazer face às despesas a meios tão criticáveis como a venda de indulgências, de ofícios e outros similares. Foi então que surgiram as noventa e cinco teses de Martinho Lutero (excomungado em 1521), elaboradas apenas com a intenção de serem debatidas no Concílio de Latrão mas que conheceram uma rapidíssima aceitação popular pelo descontentamento que provocavam os pesados encargos impostos pela Igreja.
Sepultado na basílica do Vaticano, foi transferido no papado de Paulo III para a igreja de Santa Maria sopra Minerva.
Como referenciar: Leão X in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-14 01:37:03]. Disponível na Internet: