Artigos de apoio

Leão XII
Papa italiano, filho dos condes della Genga, Annibale della Genga nasceu perto de Spoleto, a 22 de agosto de 1760. Estudou na Academia Romana de Nobres Eclesiásticos, ordenou-se em 1783, tornou-se camareiro secreto em 1792, em 1793 arcebispo de Tiro, foi núncio em Munique e em Colónia e retirou-se a dada altura para a abadia de Monticelli. Depois da queda de Napoleão voltou à vida eclesiástica ativa, desempenhando importantes cargos políticos e relevantes assuntos da Igreja. Cometeu porém o grave erro de se atrasar, como representante da Igreja, para as negociações da primeira Paz de Paris, em 1814, tendo por conseguinte ficado Avinhão e a legações da Santa Sé sob a representação diplomática da Áustria e da França, algo remediado mais tarde pelo secretário de Estado Consalvi. Foi-lhe dada a dignidade cardinalícia em 1816, assim como o bispado de Senigallia, e em 1820 tornou-se vigário papal em Roma. Tornou-se papa a 28 de setembro de 1823.
Assim que acedeu ao trono de São Pedro, Annibale della Genga encarregou o idoso cardeal Giulio Maria della Somaglia da Secretaria de Estado, substituindo Consalvi.
Foi empreendida uma polémica luta contra os carbonários da Romagna (que valeu bastantes críticas ao papa pelos processos de condenação à morte e de desterro) e contra os assaltantes, que perturbavam a ordem pública.
Com a intenção de virar os fiéis para Deus numa época de tanta perturbação espiritual, o papa declarou por meio de uma bula que 1825 era um ano de jubileu, o que provocou a insatisfação dos liberalistas radicais e dos soberanos em regime absolutista, aos quais não agradava ver tanta atenção concentrada no líder católico.
O ancião secretário della Somaglia foi a certa altura substituído pelo cardeal Tommaso Bernetti, que seguiu a linha de conduta independentista que Consalvi tinha tomado no pontificado de Pio VII.
As universidades dos Estados Pontifícios foram reorganizadas pela bula Quod divina Sapientia, de 1824, e com a encíclica Ubi primum, do mesmo ano, Leão XII corrigiu os erros em matéria de Fé.
Os problemas de saúde que tinham importunado o pontífice ao longo da sua vida provocaram-lhe a morte, em 1829.
Como referenciar: Leão XII in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-01-16 09:57:33]. Disponível na Internet: