Artigos de apoio

Lenda da Conversão dos Mouros de Trancoso
Omar, chefe guerreiro mouro, acabava de reconquistar Trancoso numa fúria destruidora que não poupava crianças, mulheres e velhos. Iberusa Leoa, uma cristã de bonitas feições, conseguiu refugiar-se numa gruta e tornou-se eremita.

Passados tempos, quando pensava já ter escapado das mãos dos sarracenos, foi capturada. Levada para o castelo, ficou refém para ser trocada por um sobrinho do alcaide que tinha sido feito prisioneiro pelos cristãos.

Guardada dia e noite por quatro mouros, Iberusa começou a falar-lhes do seu Deus cristão e da sua fé. Os mouros, renitentes a princípio, acabaram convertidos e resolveram fugir com Iberusa.

A cristã e os quatro mouros convertidos encontraram o exército de D. Afonso Henriques, que vinha libertar Trancoso, e foram imediatamente batizados.

Ficaram para sempre na memória do povo como os mouros convertidos de Trancoso.


Como referenciar: Lenda da Conversão dos Mouros de Trancoso in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-12-17 10:04:47]. Disponível na Internet: