Liberalitas Julia

Cidade hoje conhecida como Évora, crê-se que foi fundada pelos Eburones por volta do ano 2000 a. C. e foi no reinado de Astolpas, rei celta, a capital dos seus domínios.
Sertório dotou-a de defesas, e no século II a. C. foi conquistada pelo general romano Décimo Júlio Bruto, tomando o nome de Ebora. Plínio, o primeiro a fazer-lhe menção, denomina-a Ebora Cerealis, aludindo à sua fertilidade, aparecendo também em escritos de Ptolomeu. Júlio César denominou-a cerca do ano 59 de Liberalitas Julia, depois de pacificada a região.
Cunhava a sua própria moeda, como era hábito, e tornou-se municipium na época de Vespasiano (entre os anos 69 e 79), estando integrada no conventus de Emerita Augusta (que é hoje a cidade espanhola de Mérida).
Em 711 foi conquistada por Tariq e em 1165 por Geraldo Sem Pavor, sendo denominada durante o domínio muçulmano Yebora. Aponta-se esta como uma das possíveis origens etimológicas do nome presente, além de palavra latina Ebora.
Como referenciar: Liberalitas Julia in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-11-15 08:05:43]. Disponível na Internet: