Libreville


Aspetos Geográficos
Capital do Gabão, Libreville situa-se no estuário do rio Gabão, no Noroeste do país. Constitui também um porto que beneficia da proximidade do Golfo da Guiné. Possui cerca de 578 000 habitantes (2005).

História e Monumentos A cidade foi fundada em 1843 com o nome de Fort d'Aumale e tomou a atual denominação em 1849 como colónia de escravos livres. Foi o principal porto da África Equatorial francesa entre 1934 e 1946, servindo de ponto de partida para a colonização francesa do Gabão. Em 1960, o Gabão conquistou a independência e Libreville começou a desenvolver-se de uma forma bastante mais rápida devido à exploração dos recursos minerais do país. Foi principalmente na década de 70 que a cidade assistiu a um grande surto de construções, com destaque para a universidade. Entre os seus principais monumentos, destacam-se o Museu Nacional de Artes e Tradições, a Igreja de St. Michel de Nkembo e o Palácio Presidencial, entre outros.

Aspetos Turísticos e Curiosidades
O seu nome é uma imitação do de Freetown (capital da Serra Leoa). As principais áreas da cidade são a Batterie IV (residencial), o Quarteirão Louis (conhecido pela sua vida noturna), Mont-Bouet e Nombakélé (áreas comerciais), Glass (a primeira ocupação europeia do país), Oloumi (uma importante área industrial) e Lalala (outra área residencial). Alguns dos locais mais merecedores de uma visita são o Centro Cultural Francês, a Catedral de St. Marie, o Mercado de Mont-Bouet (uma praça popular da cidade) e o Arboretum de Sibang (que apresenta uma diversidade de madeiras gabonesas). A cidade mantém um certo ar francês decorrente dos edifícios da era colonial, mas já existem muitas construções modernas. É também o núcleo educacional do país, sendo sede de uma biblioteca, de diversos centros de investigação e da Universidade de Omar Bongo (o segundo presidente do Gabão). Os habitantes mais pobres vivem em bairros de lata conhecidos como "matitis".


Economia
A cidade é um porto importante exportando-se madeira, borracha e produtos dos palmares. É também um importante centro industrial, com destaque para a construção naval e para a indústria cervejeira. Para além dos serviços centrais do Estado, Libreville agrupa também diversas atividades terciárias. É servida pelo aeroporto internacional de Libreville, que se encontra 11 km para norte da cidade.
Como referenciar: Libreville in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-10 03:59:04]. Disponível na Internet: