liga metálica

Uma liga metálica consiste num sólido ou líquido metálico formado por mistura de dois ou mais elementos. Na formação de ligas também se podem utilizar pequenas quantidades de elementos não metálicos (por exemplo, silício, carbono). A mistura é normalmente realizada dissolvendo-se uns nos outros, no estado líquido, os elementos constituintes da liga. O metal base, ou solvente, cuja concentração é a mais elevada é fundido em primeiro lugar num cadinho e em seguida adicionam-se os outros elementos da liga sob a forma de fragmentos sólidos, previamente pesados, que se dissolvem por agitação.
Devido ao efeito de liga ou à formação de estrutura polifásica, as características da liga metálica resultante são geralmente melhoradas em relação às características dos metais puros. As ligas mais úteis incluem bronze, latão, cuproníquel, duralumínio, prata alemã, peltre, solda, aço e aço inoxidável.
De todas as ligas, a mais antiga é a de bronze, cuja utilização alargada marcou a Idade do Bronze.
Outras ligas mais complexas são comuns atualmente, por exemplo, nas obturações dentárias, em que se utiliza uma liga de crómio, cobalto, molibdénio e titânio como alternativa menos dispendiosa ao ouro. Entre as ligas mais recentes, encontram-se as que permitem ser estiradas para o dobro do seu comprimento, a temperaturas específicas, permitindo assim, por exemplo, a sua fácil injeção em moldes, como acontece com os plásticos.
Como referenciar: liga metálica in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-21 06:38:06]. Disponível na Internet: