Liliane Bettencourt

Milionária e empresária francesa, nasceu em 1922, em França, sendo filha de Eugène Schueller, fundador da L'Oréal, grande empresa de cosméticos.
Aos cinco anos, perdeu a mãe e foi criada pelo pai, que ao mesmo tempo dirigia a empresa de cosméticos.
Na juventude, durante as férias, estagiava na L'Oréal, na fábrica de Aulnay, onde se dedicava a colar etiquetas. Após a morte do pai, em 1957, Liliane, apesar de conhecer muito bem a empresa, entregou a liderança da L'Oréal a François Dalle, um amigo de infância do seu marido. De qualquer forma, Liliane teve sempre muito peso na estrutura da empresa. Apesar de nunca ter assumido a presidência da L'Oréal, fez sempre ouvir a sua voz, tanto ao longo dos trinta anos em que Dalle dirigiu a empresa como durante os períodos em que mandaram Charles Zviak e Lindsay Owen-Jones. Como membro do Conselho de Administração e principal acionista, Liliane esteve sempre presente na condução do destino da empresa fundada pelo pai. Deu total liberdade de ação aos sucessivos presidentes da empresa, mas fez questão de dar sempre a sua opinião.
Paralelamente, dedicou-se às obras humanitárias e às artes, sendo dona de quadros de Picasso e Monet, por exemplo. No entanto, manteve sempre discrição quanto à vida pessoal e raramente aparece em público em eventos sociais. Liliane é também conhecida por nunca dar entrevistas à comunicação social.
Em 1974, seguindo um conselho do seu amigo, o presidente de França George Pompidou, aceitou diversificar a sua fortuna, até então toda centrada em ações da L'Oréal, e fez uma transação de ações com a Nestlé, empresa suíça. Mas ficou estabelecido que seria sempre ela a controlar a L'Oréal.
Em 1987, no meio de grande discrição, criou a Fundação Bettencourt-Schueller, para onde canalizou uma parte dos lucros provenientes da L'Oréal. Através da instituição, fundou um prémio de Canto Coral, em homenagem à mãe, e financiou projetos em diversas áreas culturais, desde o cinema à recuperação de edifícios históricos.
A 12 de março de 2002, Liliane recebeu a Legião de Honra de França, em homenagem pela obra da sua fundação.
Como referenciar: Liliane Bettencourt in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-18 04:43:27]. Disponível na Internet: