limoeiro

Designação comum de plantas arbóreas ou arbustivas da família das Rutáceas, do género Citrus, muito cultivado em toda a região mediterrânica.

O limoeiro, Citrus limon, é uma planta relativamente pequena e de copa arredondada. Os raminhos apresentam espinhos robustos, rebentos avermelhados. As folhas são unifoliadas, simples, alternas, elípticas a ovadas, delgadas e brilhantes, miudamente serradas, com o pecíolo estreitamente alado.
As flores são pequenas, regulares, solitárias ou em pequenos racimos, axilares e aromáticos. Possuem, quase sempre, quatro ou cinco pétalas, brancas, pelo menos na parte interna. Os estames são numerosos, geralmente mais de quatro vezes o número de pétalas. A floração ocorre, normalmente, nos meses de março e maio.

O fruto, característico deste género, é um hesperídio oblongo ou ovoide, frequentemente com um mamilo terminal. Apresenta uma casca grossa, amarelo-brilhante na maturidade, cheia de óleos essenciais, um mesocarpo esponjoso e esbranquiçado e um endocarpo típico, carnudo e, normalmente, constituído por oito a 10 sacos membranosos, completamente cheios de pelos glandulares, carregados de um sumo mais ou menos ácido e aromático. Na zona central dos sacos encontram-se as sementes.

O Citrus limon é amplamente cultivado pelos seus frutos comestíveis. Existem limoeiros com frutificação espontânea, pelo que se pode dispor de limões praticamente todo o ano.

O sumo dos limões, os frutos do limoeiro, é rico em vitamina C. O Citrus limonia (limoeiro-miúdo) e o Citrus jambhiri (limoeiro-rugoso) são exemplos de outras espécies de limoeiro.


Como referenciar: limoeiro in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-05-31 23:59:40]. Disponível na Internet: