Linda Ronstadt

Cantora pop-country norte-americana, Linda Ronstadt nasceu a 15 de julho de 1946, na cidade norte-americana de Tucson, no Arizona.
Com raízes na música country e folk-rock de Los Angeles, tornou-se numa das intérpretes mais populares da década de 70.
Estudou na Universidade do Arizona e aí conheceu o guitarrista Bob Kimmel. Os dois mudaram-se para Los Angeles, onde se juntaram ao compositor/guitarrista Kenny Edwards. Sob a designação de The Stone Poneys, o trio tornou-se numa grande atração folk, gravando o seu álbum de estreia em 1967. Seguiram-se mais dois álbuns e um grande sucesso com o tema "Different Drum", após os quais Ronstadt deixou o grupo para iniciar carreira a solo.
Os dois primeiros álbuns a solo, Hand Sown Home Grown (1969) e Silk Purse (1970), acentuaram as suas raízes country. O seu terceiro álbum, Linda Ronstadt (1971), marcou o afastamento das linhas country-rock que tinham estado presentes nos dois trabalhos anteriores. Seguiram-se Don't Cry Now (1973) e Heart Like A Wheel (1974), o último dos quais a catapultou definitivamente para o estrelato. Graças a canções como "You're No Good", "When Will I Be Loved" e "It Doesn't Matter Anymore", Heart Like A Wheel chegou ao primeiro lugar das tabelas de vendas e vendeu mais de dois milhões de cópias. A segunda metade dos anos 70 viu surgir os álbuns Prisoner of Disguise (1975), Hasten Down the Wind (1976), Simple Dreams (1977) e Living in the USA (1978). O mais bem-sucedido comercialmente foi Simple Dreams, mais orientado para o rock, e que incluiu versões de temas dos Rolling Stones ("Tumbling Dice") e de Warren Zevon ("Poor Poor Pitiful Me").
Os anos 80 foram menos agradáveis do ponto de vista comercial. Ronstadt editou os trabalhos Mad Love (1980) e Get Closer (1982), que revelaram uma aproximação às tendências new wave e ao som dos sintetizadores.
Em 1983 entrou no musical da Broadway Pirates of Penzance, de Gilbert & Sullivan. No mesmo ano iniciou colaboração com o compositor Nelson Riddle, da qual resultaram os álbuns What's New (1983), Lush Life (1984) e For Sentimental Reasons (1986).
Em finais de 1986, gravou o tema principal do filme de animação An American Tail, "Somewhere Out There", em dueto com o cantor James Ingram. No ano seguinte regressou às suas raízes country ao gravar o álbum Trio com Dolly Parton e Emmylou Harris. Ainda em 1987, gravou Canciones de Mi Padre, um conjunto de canções tradicionais mexicanas que constituiu um inesperado sucesso.
Seguiu-se o álbum Cry Like A Rainstorm-Howl Like The Wind (1989), do qual fez parte o dueto com Aaron Neville em "Don't Know Much".
No início da década de 90 Ronstadt voltou às sonoridades tradicionais mexicanas e espanholas, com Mas Canciones (1991) e Frenesi (1992). A música pop esteve sempre no seu horizonte com os trabalhos Winter Light (1994), Feels Like Home (1995), Dedicated To The One I Love (1996), um álbum para crianças, We Ran (1998) e A Merry Little Christmas (2000), um disco com música de Natal.
Em 2002, foi editada uma versão remasterizada do álbum What's New, com alguns extras, nomeadamente uma galeria de fotos e as letras das músicas do disco. O disco, originalmente editado em 1983, incluía uma série de standards da música pop. Também nesse ano, a cantora editou uma compilação dos seus principais êxitos. The Very Best Of Linda Ronstadt, não inclui os temas dos seus discos de música mexicana, nem os discos country de início de carreira, mas constitui um testemunho digno da carreira de Linda Ronstadt.
Como referenciar: Porto Editora – Linda Ronstadt na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-02 13:44:02]. Disponível em