Lindsay Davenport

Desportista norte-americana, Lindsay Davenport nasceu a 8 de junho de 1976, em Palos Verdes, na Califórnia, no seio de uma família que se dedicava ao voleibol. No entanto, começou a jogar ténis com sete anos, só que a sua grande estatura prejudicou-a nos primeiros anos. Aos 15 anos já media 1,85 metros, tendo posteriormente estabilizado nos 1,89 metros.
Mesmo assim, em 1992 destacou-se nos torneios de juniores, tendo ganho o Open dos Estados Unidos deste escalão, tanto em singulares como em pares.
Motivada pelas vitórias, tentou impor-se no circuito profissional e logo em 1993 entrou no top 10 do ranking feminino internacional. No ano seguinte, chegou ao sexto lugar, mas nos grandes torneios era sempre eliminada nas primeiras rondas, o que lhe valeu algumas críticas negativas, que a levaram a pensar em abandonar a modalidade. Em vez disso, no início de 1996 passou a trabalhar com um novo treinador e começou a aparecer nos torneios em melhor forma. Em agosto do mesmo ano, conquistou a medalha de ouro dos Jogos Olímpicos de Atlanta, nos Estados Unidos da América, ao bater na final a espanhola Arantxa Sanchez Vicario. A partir desse feito, a carreira de Lindsay Davenport não parou de se desenvolver, somando inúmeras vitórias em torneios do circuito mundial.
Em 1998, triunfou pela primeira vez num torneio do Grand Slam (composto por quatro provas: Estados Unidos da América, Wimbledon, Roland Garros e Austrália) ao vencer no seu país natal. Na final bateu a alemã Martina Hingis. Pouco tempo depois, em outubro, chegou finalmente ao lugar mais alto do ranking feminino e, no ano seguinte, venceu em Wimbledon, na Inglaterra, tendo defrontado na final a alemã Steffi Graf.
Como referenciar: Lindsay Davenport in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-03 16:29:55]. Disponível na Internet: