Livio Vacchini

Arquiteto suíço nascido em 1933, em Locarno. Diplomado em Arquitetura pelo Politécnico Federal de Zurique em 1958, aí leciona como professor convidado em 1976 e na Faculdade de Arquitetura do Politécnico de Milão em 1982. No período 1980-1985 foi membro da Comissão de Monumentos Históricos do Cantão Ticino.
Inicia a sua atividade profissional trabalhando em Estocolmo e Paris entre 1958 e 1960. Estabelece-se em Locarno em 1961 e no período 1963-1968 associa-se ao arquiteto Luigi Snozzi, voltando a trabalhar sozinho a partir de 1969. A partir de 1995 associa-se com Silvia Gmur, estabelecendo gabinete em Locarno e Basileia. Realizou diversas escolas de diferentes graus de ensino, edifícios institucionais e de serviços, equipamentos diversos, habitações unifamiliares e coletivas. Destacam-se uma escola secundária, Lausanne (1972-1975); o Centro Macconi, Lugano (1973-1975); uma escola primária, Montagnola (1980-1984); o seu estúdio, Locarno (1984-1985); casa em Vogorno, Vale Verzasca (1984-1985); casa Vacchini, Costa (1989-1992); o edifício de habitação Aurora, Lugano (1992-1995); o novo edifício dos Correios, Locarno (1989-1996) e um polivalente desportivo, Lausanne (1990-1997). Em 2002 desenvolve os projetos para o Centro de Serviços, Locarno, e a Sede do Banco Estatal, Brissagno.
Podendo-se designar Vacchini como um neomoderno, a sua obra reflete, entre outras, influências de Terragni, pelo racionalismo, embora mais estruturalista do que plasticista; de Mies, pelo tecnológico e regra estrutural da forma e imagem; e de Kahn, pela conceção de espaço interior/exterior na clareza volumétrica e pela relação entre ordem e estrutura.

Como referenciar: Livio Vacchini in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-08 08:38:11]. Disponível na Internet: