lixiviação

A lixiviação consiste na capacidade que a água enriquecida em dióxido de carbono tem de remover ou substituir mais rapidamente os átomos dos minerais. Formam-se, por exemplo, grandes grutas e cavernas em termos calcários, em consequência de uma mais intensa capacidade de dissolução realizada pela água contendo ácido carbónico.
A água, ao passar lentamente através de materiais sólidos, pode ser filtrada ou extrair substâncias desses materiais - fenómeno chamado percolação. Entre os materiais removidos podem encontrar-se nutrientes. A perda de nutrientes através da lixiviação é determinada por fatores climáticos, bem como pela interação dos nutrientes do solo. Nas regiões onde existe uma elevada percolação de água, o potencial de lixiviação também é elevado.
Tais condições existem nas zonas húmidas e nas zonas facilmente irrigadas. Em geral, nestas zonas o excesso de percolação das águas é a regra, favorecendo a oportunidade para a remoção de nutrientes. Em regiões áridas e semiáridas não irrigadas, há uma fraca lixiviação dos nutrientes, sendo a percolação muito significativa. Alguma lixiviação de nutrientes ocorre nas regiões sub-húmidas, contudo de menor efeito do que o que acontece nas regiões com climas húmidos. Em todos os casos, o tratamento agrícola do solo, com cobertura vegetal, reduz a perda de nutrientes do solo.
Como referenciar: lixiviação in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-01-22 08:25:21]. Disponível na Internet: