Lucía Etxebarría

Escritora espanhola, Lucía Etxebarría de Asteinza nasceu em 1966, em Bermeo, na Biscaia, localidade do País Basco espanhol. Lucía é a mais nova de sete irmãos. Fez os estudos num colégio de freiras em Valência, antes de se mudar para Madrid, onde se licenciou em Jornalismo. Aos 18 anos já havia saído de casa dos pais e desempenhou uma série de trabalhos para poder subsistir, entre os quais os de promotora de uma loja de discos e tradutora. Entretanto, colaborou em diversas revistas para as quais fez reportagens um pouco por todo o mundo.
Em 1996 publicou a sua primeira obra, La Historia de Kurt y Courtney, biografia do falecido vocalista do grupo grunge Nirvana e da sua mulher, a também cantora Courtney Love.
No ano seguinte, Etxebarría lançou o seu primeiro romance, Amor, Curiosidad, Prozac y Dudas (Amor, Curiosidade, Prozac e Dúvidas), que também teve edição portuguesa. Nesta obra a autora aborda a situação feminina na sociedade pós-industrial através de três mulheres que tomam Prozac e lutam pelos seus direitos. Em 1998 ganhou o conceituado Prémio Nadal, uma das maiores distinções literárias existentes em Espanha. O galardão foi atribuído graças ao livro Beatriz y los Cuerpos Celestes (Beatriz e os Corpos Celestes) já editado em Portugal. Esta obra proporcionou a Lucía Etxebarría ser finalmente reconhecida no mundo literário. Beatriz e os Corpos celestes aborda o desencanto juvenil através da visão das próprias jovens raparigas.
Um ano depois, lançou Nosotras que no Somos Como las Demás (Nós, Que Somos Diferentes das Outras), um livro de contos onde as protagonistas falam das suas frustrações. Ainda nesse ano estreou-se como argumentista de cinema ao escrever em parceria com David Menkes e Alfonso Albacete o guião de Sobreviveré.
Em 2000 foi viver para Aberdeen, na Escócia, onde lecionou na universidade local ao mesmo tempo que continuava a escrever. Recebeu o doutoramento Honoris Causa em Letras da Univeridade de Aberdeen.
O Visível e o Invisível, romance lançado em 2001, valeu à escritora o Prémio primavera de Novela. Nesse mesmo ano, estreou-se na poesia com Estación de Infierno e voltou a trabalhar com o argumentista de cinema para o filme I Love You Baby. O seu romance Amor, Curiosidade, Prozac e Dúvidas foi adaptado ao cinema.
Una Historia de Amor Como Outra Qualquiera (Uma História de Amor Como Qualquer Outra), lançado em 2003, é um livro com histórias baseadas em factos reais.
Em outubro de 2004 Lucía Etxebarría venceu o famigerado Prémio Planeta graças ao romance Un Milagro en Equlibrio. A escritora concorreu a este prémio com o pseudónimo Izar Benaya e assim juntou-se a escritores como António Skarmeta, Mário Vargas Llosa, Camilo José Cela, Gonzalo Torrente Ballester ou Juan Marsé.
Para além de Portugal e Espanha, Lucía Etxebarría tem obras editadas em alemão, francês, italiano e norueguês.
Como referenciar: Lucía Etxebarría in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-09 18:31:04]. Disponível na Internet: