Luís Boa Morte

Futebolista internacional português, nascido a 4 de agosto de 1977, em Lisboa, ganhou notoriedade no futebol inglês ao serviço de clubes como o Arsenal e o Fulham.
Boa Morte iniciou a sua carreira de futebolista nos escalões jovens do Sporting Clube de Portugal, mas nunca chegou a representar a equipa principal da formação de Lisboa.
Quando chegou à idade de sénior, apesar de contratualmente vinculado ao Sporting, foi emprestado ao Lourinhanense, da II Divisão B, para atuar com mais regularidade e ganhar experiência. Entretanto, Boa Morte destacou-se a jogar nas seleções jovens de Portugal e foi numa partida de sub-21, num torneio amigável, que em 1997 chamou a atenção do treinador francês Arséne Wenger, responsável técnico do Arsenal, um dos principais clubes ingleses. Assim, com apenas vinte anos o avançado passou a representar o clube londrino, embora tenha sido poucas vezes utilizado ao longo de duas épocas. O ponto alto da sua passagem pelo Arsenal foi a obtenção de um golo num jogo relativo à Liga dos Campeões, a mais importante prova europeia de clubes.
A partir da temporada 1999/2000 Boa Morte passou a representar o Southampton, da Primeira Liga de Inglaterra, para onde foi levado pelo treinador David Jones. Contudo, quando este foi substituído por Glenn Hoddle, passou a ser poucas vezes escolhido para jogar. Assim, em 2001/2002 voltou a mudar de clube, passando a representar por empréstimo o Fulham, da segunda divisão inglesa, orientado pelo francês Jean Tigana. Logo no jogo de estreia, Boa Morte marcou dois golos, dando início a uma temporada de grande sucesso, onde marcou 21 tentos e ajudou o Fulham a vencer o campeonato, garantindo a subida à Primeira Liga. Satisfeito com as suas prestações, o Fulham comprou em definitivo o passe do jogador português. Boa Morte assumiu-se como titular indiscutível e chegou a capitão de equipa.
Luís Boa Morte estreou-se na seleção A de Portugal em abril de 2001, num jogo particular contra a França. A partir de então foi chamado com alguma regularidade a representar a seleção portuguesa, mas com certa surpresa ficou de fora do Euro 2004, realizado em Portugal. No entanto, o selecionador Luís Filipe Scolari continuou a contar com Boa Morte, que participou em quatro dos jogos de apuramento para o Mundial de 2006. Boa Morte viria a ser um dos convocados para participar no Campeonato do Mundo na Alemanha.
Como referenciar: Luís Boa Morte in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-04-20 05:51:55]. Disponível na Internet: