Macropodídeos

Família de mamíferos, da ordem dos marsupiais, que se encontra distribuída por 52 espécies. A família dos Macropodídeos, constituída por cangurus e wallabies (cangurus pequenos), é a mais conhecida de nove famílias em que se dividem os marsupiais. A característica mais significativa dos marsupiais é a existência de uma bolsa ventral, denominada marsúpio, que se encontra nas fêmeas e onde estão situadas as mamas. É nela que as crias completam o seu desenvolvimento.
O mundo dos cangurus é a Austrália, embora também se encontrem na Tasmânia e Nova Guiné. Habitualmente designam-se por cangurus apenas os maiores membros da família dos Macropopídeos, mas podem ser considerados como tal todos os indivíduos deste grupo taxonómico. Dentro do grupo de cangurus distinguem, alguns autores, três subfamílias, de que servirão de exemplo o rato-almiscarado-marsupial (Hysipryonnodontíneos), os verdadeiros ratos-canguru (potorríneos) e os grandes cangurus e outros mais pequenos (Macropodíneos).
Os cangurus mais pequenos são designados na Austrália, genericamente, por wallabies. Os grandes cangurus têm um comprimento total entre os 135 e 240 centímetros, podendo variar o tamanho da cauda entre os 60 e os 75 centímetros. O seu peso varia entre os 23 e 70 quilogramas. A sua alimentação é à base de vegetais, exceto no rato-almiscarado-marsupial, que pode juntar insetos ou outros pequenos animais à sua dieta alimentar. Os machos são bastante maiores e mais pesados que as fêmeas. Têm a cabeça pequena e as orelhas, membros e patas posteriores de grandes dimensões (o nome da família significa "animais de grandes pés"). A cauda geralmente grossa na base serve-lhes de apoio e elemento de equilíbrio quando saltam. Embora considerados animais noturnos, os cangurus parecem depender, quanto aos seus hábitos, da luz e da temperatura.
Nas zonas mais quentes os seus hábitos são quase que exclusivamente noturnos.
Dentro da mesma população, os indivíduos atingem a maturação sexual aos 20 meses. O período de gestação é de 30 a 40 dias e normalmente nasce um indivíduo, raramente gémeos.
Podem citar-se como exemplo o canguru-vermelho (Macropus rufus), em que os machos são avermelhados e as fêmeas mais azuladas (dimorfismo sexual), que habita as pradarias de quase toda a Austrália e o wallaby-das-rochas (Petrogale xanthopus) de hábitos noturnos, que mede cerca de 70 centímetros (50 centímetros de cauda) e vive nos rochedos das florestas secas do Leste da Austrália.
Como referenciar: Macropodídeos in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-09 05:48:09]. Disponível na Internet: