Madalena Iglésias

Cantora e atriz portuguesa, de nome completo Madalena Lucília Iglésias do Vale de Oliveira, nasceu a 24 de outubro de 1939, em Lisboa. Ainda criança frequentou o Conservatório de Lisboa, e, aos 15 anos, entrou para o centro de Preparação de Artistas da Rádio.
Em 1957 obteve a sua primeira aparição na RTP e na Emissora Nacional. Dois anos mais tarde assinou o primeiro contrato para o estrangeiro, que lhe possibilitou atuações na televisão espanhola.
Em Portugal o seu sucesso teve correspondência nos títulos de Rainha da Rádio (1960 e 1965) e Televisão (1962). O início dos anos 60 marcou também a internacionalização da sua carreira com vários espetáculos na Venezuela, França, Brasil, Angola e Moçambique. Dos seus inúmeros prémios destacaram-se os que obteve na Venezuela: Bolívar de Ouro (1961), e 18 Caciques de Ouro (1962). No Brasil recebeu a Placa de Prata da TV Norte (1963).
Em 1963 encetou uma digressão pela América Latina, que contemplou países como a Colômbia, Venezuela, Panamá e Brasil. Nesse mesmo ano obteve o segundo lugar no Festival do Mediterrâneo, com o tema "setembro". Em Maiorca, Espanha, conquistou o Prémio Hispanidade, com a canção "Vuelo 502". Em 1964 conquistou o primeiro prémio de interpretação no Festival de Aranda do Douro.
Um dos momentos mais significativos da sua carreira ocorreu em 1966, no Festival da Eurovisão realizado no Luxemburgo, no qual interpretou o clássico "Ele e Ela", do maestro Carlos Canelhas. Outras participações no Grande Prémio TV da Canção Portuguesa incluem um terceiro lugar com "Silêncio Entre Nós" (1965) e um sexto lugar com "Caminhos Perdidos" (1966).
Em janeiro de 1971 participou no I Festival da Canção de Caracas "Onda Nueva", no qual interpretou com António Calvário os temas "Para Falar De Esperança" e "Improviso À Solidão".
Casou-se na Venezuela, em novembro de 1971, com um industrial luso-venezuelano. Em março de 1972 fez o casamento religioso em Portugal. A década de 70 marcou a cessão da sua atividade artística, motivada pela dedicação à vida familiar.
Em 1989 Filipe La Féria apresentou na Casa da Comédia o musical What Happened To Madalena Iglésias?, tendo por base a rivalidade conhecida entre Madalena e Simone.
Estreou-se no cinema em Uma Hora de Amor (1964), filme em que contracenou com António Calvário. Outros filmes dignos de registo são A Canção da Saudade, Passagem de Nível (1965), ao lado de Virgílio Teixeira, Sarilho de Fraldas (1966), novamente com António Calvário, Os Cinco Avisos de Satanás, Rapazes de Taxi, e O Zé do Telhado, entre outros.
Como referenciar: Madalena Iglésias in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-19 12:09:39]. Disponível na Internet: