magnetismo

O magnetismo consiste num ramo da física que estuda os fenómenos associados aos campos magnéticos, assim como as interações entre ímanes naturais. Até ao século XIX foi considerado como uma parte independente da física, limitando-se nessa altura a analisar e a experimentar as interações entre os ímanes e destes com a matéria. Estas interações podem compreender-se pela presença em cada íman de dois polos magnéticos de sinal distinto: se os polos forem de sinais opostos, atraem-se, se forem de sinais iguais, repelem-se.
Uma aplicação importante desta lei foi a bússola, que não é mais do que um íman que se orienta devido ao campo magnético da Terra.
Quando um íman se parte em dois, não se obtêm duas metades, uma relativa ao polo norte e outra relativa ao polo sul, surgem antes dois novos polos no ponto de rutura. Todas as vezes que se repetir o processo obtém-se o mesmo resultado. A propriedade dos ímanes (ou magnetes) é conhecida desde há mais de 2500 anos. O nome magnete provém do nome da cidade de Magnésia (hoje Manisa, na Turquia), por terem sido encontrados magnetes naturais nos seus arredores. Este mineral, conhecido como magnetite ou pedra de iodo, contém quantidades consideráveis de óxido de ferro. Foi utilizado em bússolas de crude antes dos magnetes artificiais serem aplicados com este fim.
Sempre que uma corrente elétrica percorre um circuito é produzido um campo magnético. Este é produzido por partículas eletricamente carregadas, em movimento.
Como o movimento orbital e o spin dos eletrões atómicos são equivalentes a correntes curvilíneas fracas, os átomos individuais criam campos magnéticos à sua volta quando os eletrões orbitais têm um momento magnético livre devido aos seus momentos angulares. O momento magnético de um átomo é a soma vetorial dos momentos magnéticos dos movimentos orbitais e dos spins de todos os eletrões no átomo.
As propriedades magnéticas macroscópicas de uma substância provêm dos momentos magnéticos dos átomos e moléculas que a compõem. Materiais diferentes apresentam características diferentes pela aplicação de um campo magnético. Existem quatro tipos principais de comportamento magnético: diamagnetismo, paramagnetismo, ferromagnetismo e antiferromagnetismo.
Como referenciar: magnetismo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-18 04:06:47]. Disponível na Internet: