Majuro

Aspetos Geográficos
Capital das Ilhas Marshall, Majuro situa-se no ponto mais oriental do atol do mesmo nome, situado no oceano Pacífico. O atol - um dos que constitui o país - tem uma superfície inferior a 10 km2, mas bordeja uma lagoa com quase 300 km2. É bastante estreito, permitindo que se atravesse da lagoa ao oceano em poucos minutos. O seu clima é tropical, quente e húmido. Possui uma população de aproximadamente 25 000 habitantes (2005).
História e Monumentos
O povoamento das ilhas pelos micronésios remonta aos 2000 a. C. Em 1526, um explorador espanhol avistou as ilhas mas só em 1788 foram visitadas pelo capitão inglês John Marshall, que deu o seu nome às ilhas. Em 1885, foi a vez de uma companhia alemã tomar as ilhas, que se tornaram parte do protetorado da Nova Guiné alemã. Durante a Primeira Guerra Mundial, o Japão conquistou as ilhas. Durante a Segunda Guerra Mundial, as tropas dos Estados Unidos invadiram Majuro, na altura sob controlo japonês, e libertaram as ilhas do domínio nipónico. Nessa altura tornaram-se território das Ilhas do Pacífico, mas só em 1979 o governo das ilhas foi estabelecido oficialmente, sob dependência dos EUA. Em 1986, as ilhas ganharam a independência dos EUA, embora tendo mantido um acordo de cooperação ao nível da defesa. A independência só foi formalmente estabelecida em 1990, ficando Majuro como capital.
Aspetos Turísticos e Curiosidades
Majuro possui um porto, lojas, hotéis e um aeroporto internacional. A ilha de Uliga é o seu principal centro de negócios, assim como de turismo. A sede governamental situa-se em Delap, assim como diversas lojas. A pesca desportiva é uma das atividades mais populares do atol, assim como atividades subaquáticas. Possui apenas um hospital público e uma clínica privada.

Economia
A economia da cidade e do país é muito dependente da assistência que lhe é proporcionada pelo Governo dos Estados Unidos da América. As suas principais atividades são a agricultura, o artesanato e a pesca. A sua principal indústria é a do óleo de coco, que é também um dos produtos mais exportados, seguindo-se o coco, tomate, melão e fruta-pão.
Como referenciar: Porto Editora – Majuro na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-21 09:03:42]. Disponível em