Mamelucos

Foi Saladino, no século XII, quem criou no Egito as divisões militares de mamelucos, soldados turcos escravizados provenientes das costas a Norte do Mar Negro. Também ingressaram nestes corpos, apesar de posteriormente, homens de naturalidade grega, curda e circassiana. Estes soldados detiveram grande poder ao serviço dos sultões, a ponto de, na guerra de sucessão dinástica provocada pela morte do último governante da linhagem aiúbida (al-Malik as-Salib Ayyub) na centúria de duzentos, ocuparem o trono até ao ano de 1517. Com uma nova dinastia mameluca muçulmana no poder assistiu-se a uma expansão progressiva, anexando-se aos territórios egípcios pré-existentes alguns domínios pertencentes a cruzados, a Síria, Meca, o Chipre e uma porção da Arábia. A cidade do Cairo tornou-se sede de califado e detentora, por conseguinte, de um maior poderio a partir da altura em que um membro dos abássidas correspondeu ao convite de Bairbas I e se instalou na cidade.
Sendo os principais proventos destes governantes retirados das taxas sobre o comércio no Mar Vermelho, entre a Índia e a Europa Ocidental, a política de D. Manuel I entrou em conflito com esta dinastia já decadente no século XV, uma vez que eram suas intenções descobrir uma rota para Oriente circum-navegando África e aliar-se ao Preste João para proceder à destruição do Egito e à conquista de Jerusalém. Alertado para estas intenções pelo samorim de Calecute e respondendo ao seu pedido, decidiu o sultão egípcio, em 1505, enviar uma armada contra os portugueses. Conseguiu-o com o auxílio turco, guzarate e veneziano. Contudo, apenas se deu o ataque em 1507, em Chaúl, tendo obtido vitória nesta altura mas sendo derrotada no ano seguinte, por D. Francisco de Almeida. A oposição egípcia não cessou, apesar de retardada, fraca e sem sucesso, uma vez que qualquer esforço era aniquilado pelos portugueses ou pelos seus aliados, os persas e os cavaleiros da ilha de Rodes, e o comércio no Mar Vermelho tinha diminuído drasticamente. A dinastia mameluca enfraqueceu de tal modo que o sultão otomano Selim I conquistou todo o território pertencente àquela soberania entre 1516 e 1517.
Convém ainda mencionar que no Brasil tinham também a designação de mamelucos os mestiços filhos de brancos e de mulheres ameríndias.
Como referenciar: Porto Editora – Mamelucos na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-23 23:34:16]. Disponível em