Manila


Aspetos Geográficos
Capital e maior cidade das Filipinas, Manila situa-se junto à baía de Manila, na foz do rio Pasig, na parte ocidental da ilha de Luzon, a maior do país. A cidade propriamente dita possui cerca de 1 650 000 habitantes (2006), mas constitui o centro de uma enorme área metropolitana que abrange 17 cidades e mais de 10 milhões de pessoas.

História e Monumentos Manila começou por ser uma povoação muçulmana, sendo governada em meados do século XVI por três rajás. Em 1571, os espanhóis conquistaram a cidade e alteraram a sua organização. Em 1574, passou a ostentar o título de cidade atribuído pelo rei de Espanha, sendo no ano seguinte proclamada capital das Filipinas, tornando-se um importante centro de comércio. Entre 1762 e 1764, a cidade foi ocupada brevemente pelos britânicos. Em 1898, foi invadida por tropas norte-americanas que derrotaram os espanhóis. Nesse ano, pelo Tratado de Paris, os espanhóis abdicaram do país para os EUA em troca de 20 milhões de dólares. Foi depois ocupada pelos japoneses, entre 1942 e 1945, tornando-se capital das Filipinas independente em 1946, embora tenha ficado muito danificada na sequência da Segunda Guerra Mundial. Entre os seus principais monumentos, destacam-se o Palácio de Malacañang (residência oficial do Presidente), a Basílica Minore del Nazareno Negro, a Catedral de Manila e a Basílica Minore de San Sebastian (construída por Gustave Eiffel).

Aspetos Turísticos e Curiosidades
A cidade dispõe de uma grande oferta hoteleira, a maior parte da qual se situa em locais privilegiados com vista para a baía de Manila. A atmosfera cosmopolita e a diversidade cultural da cidade refletem-se no elevado número de locais de culto espalhados pela cidade. A liberdade religiosa que existiu desde sempre permitiu a construção de templos diversos sem que houvesse o risco de perseguição aos seus promotores: igrejas cristãs, templos budistas, sinagogas judaicas ou mesquitas islâmicas. Relativamente a museus, destacam-se o Centro Cultural das Filipinas e o Museu de Manila. Um dos espaços ao ar livre mais importantes da cidade é o Parque Rizal, que inclui diversas atrações como os jardins chineses e japoneses, a biblioteca, um planetário, etc. O enorme passeio em frente à baía é um dos locais preferidos dos turistas, por incluir restaurantes, cafés, muita animação e uma excelente vista. Outros locais de interesse incluem o Forte Santiago, o Teatro Metropolitano, as áreas de intensa vida noturna conhecidas como Ermitã e Malata, e ainda a cidadela amuralhada Intramuros (construída pelos espanhóis e considerada o povoado original da cidade).

Economia
Enquanto capital, Manila concentra também grande parte da atividade económica do país. O comércio é particularmente importante, existindo praticamente um mercado por cada departamento da cidade, para além de imensos centros comerciais de categoria internacional. A nível industrial, destacam-se a produção de petróleo e produtos alimentares, operando na cidade diversas empresas multinacionais. O seu porto movimenta também um volume de negócios apreciável. São ainda de relevo as atividades ligadas ao setor público e à comunicação social.
Como referenciar: Manila in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-16 07:30:25]. Disponível na Internet: