Manuel dos Santos Lima

Escritor e professor universitário angolano, Manuel Guedes dos Santos Lima nasceu a 28 de janeiro de 1935, em Silva Porto (atual Cuíto), na província do Bié, em Angola.
Concluiu os estudos secundários em Angola, em seguida licenciou-se em Direito pela Universidade de Lisboa e, posteriormente, doutorou-se em Letras pela Universidade de Lausanne, na Suíça. Já residiu em Portugal, França, no Canadá e no Brasil. Foi membro ativo da Casa dos Estudantes do Império (CEI), desertor do Exército Português, fundador e primeiro Comandante em Chefe do Exército Popular de Libertação de Angola (EPLA, a base da FAPLA - Forças Armadas Populares de Libertação de Angola). Após a independência de Angola, Manuel Lima tornou-se opositor ao regime angolano e crítico em relação ao estado da nação.
Como escritor, foi representante de Angola no 1.º Congresso Internacional dos Escritores e Artistas Negros, em Paris (em 1956), e no Congresso Afro-Asiático de Escritores, no Cairo (1962). Colaborou na Mensagem (CEI) e em vários jornais e revistas estrangeiros. As suas principais obras publicadas são Kissange (1961), As Sementes da Liberdade (1965), As Lágrimas ao Vento (1975), Os Anões e os Mendigos (1984). Os seus primeiros livros retratam o período de guerra colonial, demonstrando a luta pela libertação de Angola.
Como referenciar: Manuel dos Santos Lima in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-19 13:27:43]. Disponível na Internet: