Manuel Rodrigues Lapa

Filólogo, ensaísta e crítico literário português nascido em 1897, oriundo de Anadia, e falecido em 1989. Licenciado pela Faculdade de Letras de Lisboa, doutorou-se com uma tese que ficou na história literária portuguesa como um dos estudos fundamentais sobre a lírica trovadoresca: Das origens da poesia lírica em Portugal na Idade Média.
Tendo sido um opositor ao regime salazarista, em 1933 foi banido da faculdade onde lecionava e perseguido politicamente juntamente com outros intelectuais independentes. Dirige, então, o jornal O Diabo e inicia a direção da coleção Textos Literários, da Seara Nova, um importante contributo pedagógico, bem como inicia a colaboração nos Clássicos Sá da Costa. Mais tarde foi obrigado a exilar-se em Paris, aquando o seu apoio a Norton de Matos, cidade onde continuará a sua atividade de investigador e professor até ao 25 de abril, data que marca o seu regresso definitivo a Portugal.
De salientar ainda na sua produção Lições de Literatura Portuguesa, Estilística da Língua Portuguesa e um livro de memórias, As Minhas Razões (Memórias de Um Idealista Que Quis Endireitar o Mundo).
Como referenciar: Manuel Rodrigues Lapa in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-12 03:12:42]. Disponível na Internet: