Marcelo Rebelo de Sousa

Advogado, professor universitário e político português, Marcelo Nuno Duarte Rebelo de Sousa nasceu a 12 de dezembro de 1948, em Lisboa.

É professor catedrático da Faculdade de Direito da capital e autor de diversos livros sobre temas jurídicos.
Ao longo dos anos, tornou-se conhecido da opinião pública nacional na dupla qualidade de jornalista e político.

No âmbito do jornalismo, foi durante largo tempo comentador da atualidade política, tanto nos jornais como na rádio. Foi também, entre 1980 e 1982, diretor do jornal Expresso, de que, aliás, foi cofundador (com Francisco Pinto Balsemão) em 1972. Foi ainda cofundador do Semanário, em 1983.

Na sua atividade política identificam-se como marcos principais a participação na fundação do Partido Popular Democrático - hoje Partido Social-Democrata (PSD) -, em 1974; a presença no Governo liderado por Pinto Balsemão em 1982; a candidatura à presidência da Câmara Municipal de Lisboa, em 1989, numa eleição que perdeu para a coligação de esquerda encabeçada por Jorge Sampaio; e a eleição para a presidência da Comissão Política Nacional do PSD em 1996, altura em que sucedeu a Fernando Nogueira na liderança do partido.

Manteve-se na liderança até ao primeiro semestre de 1999, altura em que foi substituído por José Manuel Durão Barroso. Desde então, Marcelo Rebelo de Sousa dedicou-se à docência e foi comentador político em vários meios de comunicação social.

A 24 de janeiro de 2016 venceu as eleições presidenciais e sucedeu a Aníbal Cavaco Silva na presidência da República de Portugal. 
Como referenciar: Marcelo Rebelo de Sousa in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-17 05:57:55]. Disponível na Internet: