Artigos de apoio

Marduk
Esta divindade babilónica era filha de Ea (também denominado Enki) e de Dumkina. A cidade com este nome dedicava-lhe os primeiros doze dias de cada ano festejando. Criador do Universo, também podia ser chamado de Merodach e Bel, que significa Senhor (aparecendo com este nome na Bíblia).
Era casado com Sarpanitu e começou por ser o deus das tempestades, tornando-se posteriormente no principal deus mesopotâmico, representando a fertilidade.
Esta ascensão à chefia do panteão deu-se por volta de 2250 a. C., quando a cidade de Babilónia se tornou a principal da zona do rio Eufrates. Como ele era o deus que protegia esta cidade, tornou-se com ela o mais importante, até ao fim do império babilónico. As características deste deus derivaram da junção das de variados deuses, como Sin, Bel, Ea, Nergal e Shamash.
Fisicamente era detentor de uma boca que lançava fogo quando falava, de quatro orelhas e do mesmo número de olhos.
O poder que tinha sobre todas as coisas foi conseguido por ter desafiado e ganho o combate com os dragões do caos, Kingu e Tiamat, como é contado no Enuma Elish, um poema épico que relata a criação do mundo.
Marduk, deus da vida, da luz, do Sol e aquele que orientava os destinos e ordenava o caos, conseguiu reaver os tijolos que tinham os destinos dos homens inscritos. Estes tijolos simbolizavam o poder dos deuses e tinham sido roubados pelo pássaro-trovão Zu.
Inicialmente este deus representava somente a vinda da amena primavera, que sinalizava o fim das tormentas. Depois da sua ascensão assumiu as características de seu pai Ea e do deus Bel (que tinha o seu centro de veneração em Nippur), perdendo estes deuses toda a relevância (apesar de ter havido um ressurgimento do culto a este último deus durante o domínio dos Cassitas na Babilónia).
A sul da região babilónica, na Assíria, imperava Assur, um deus que predominava na Mesopotâmia a par de Marduk.
Nibiru, ou Marduk, era igualmente o nome de um planeta (o 12.º do Sistema Solar) de onde teria vindo o povo filho de An, os Anunnaki. A Terra, os cometas e os asteroides teriam sido formados pelo embate deste planeta com outro chamado Tiamat.
Como referenciar: Marduk in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-07-27 07:49:01]. Disponível na Internet: