marés

As marés são produzidas pela atração diferencial da Lua e do Sol sobre as águas dos mares e oceanos. Em cada doze horas e vinte e seis minutos ocorre a subida e descida alternada das águas, sendo a amplitude da maré a diferença de nível alcançada entre as duas situações.
Nos mares interiores como, por exemplo, o Mediterrâneo a amplitude das marés é relativamente pequena mas nos mares abertos essa amplitude é maior chegando a atingir os 19 metros como acontece, na baía de Fundy, no Canadá.
As deformações experimentadas pela água dos oceanos como efeito da atração que a Lua exerce sobre a Terra, são denominadas marés lunares. O efeito da atração lunar sobre a superfície da Terra (marés terrestres) é muito débil. Devido à rotação da Terra para este, as marés deslocam-se para oeste. Se nos fixarmos num determinado ponto, cada preia-mar ocorrerá a cada 12 horas e 26 minutos e o tempo decorrido entre a baixa-mar e a preia-mar é de aproximadamente 6 horas e 14 minutos. Como a rotação da Terra demora 24 horas e 50 minutos e o dia solar médio é de 24 horas, em cada dia as marés ocorrerão cerca de 50 minutos mais tarde.
O efeito da atração solar sobre a água do mar também é significativo, mas dada a distância do Sol em relação à Terra, a atração solar é cerca de 0,4 vezes o efeito lunar, pelo que as marés são reguladas fundamentalmente pela Lua. Quando a Lua e o Sol estão em conjunção ou oposição no sistema Sol-Terra-Lua, as marés são mais intensas (cerca de um quinto mais do valor da médio da maré) e estão associadas à duração do mês lunar, em cada 14 dias e 18 horas, isto é, nas fases da Lua cheia e Lua nova. São conhecidas como marés vivas.
Quando o Sol e a Lua, estão em quadratura, isto é, em quarto crescente ou quarto minguante os efeitos opõem-se e o resultado é uma maré com uma amplitude cerca de um quinto inferior à média. São conhecidas com o nome de marés mortas.
Como o movimento da translação da Lua em torno da Terra tem uma órbita elíptica, mais pronunciada que a descrita pela Terra em torno do Sol, passará por um ponto mais próximo da Terra (perigeu) e por outro mais afastado (apogeu). Nestes pontos as marés aumentam ou diminuem a amplitude de 15 a 20 por cento. Se o perigeu coincide com as marés vivas, a amplitude alcançada pela maré é elevada, se a coincidência ocorre no apogeu, com uma maré morta, a oscilação da amplitude é muito pequena. Apogeu e perigeu ocorrem todos os meses lunares.
Pode-se dizer que no globo terrestre há continuamente duas zonas de maré alta e outras duas de maré baixa que se deslocam para oeste, concluindo uma volta à Terra em cada 24 horas e cinquenta minutos.
Como referenciar: marés in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-29 13:49:49]. Disponível na Internet: