Maria de Noronha

Personagem de Frei Luís de Sousa (1843) de Almeida Garrett. Fruto da união entre D. Manuel de Sousa Coutinho e D. Madalena de Vilhena, é uma criança bondosa e sensível, extremamente intuitiva, que junta ao idealismo um alto sentimento patriótico. Até à catástrofe, consubstanciada no regresso de D. João de Portugal, os seus pressentimentos contribuem para acumular indícios e adensar o clima trágico. No final, quando ambos os pais tomam o hábito, Maria morre "de vergonha".
Segundo uma linha de leitura tradicional do drama, que tende a ver na ação e nas personagens reflexos das vivências do autor, a figura de Maria seria uma projeção de Maria Adelaide, filha natural de Garrett e Adelaide Deville.
Como referenciar: Maria de Noronha in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-30 01:32:13]. Disponível na Internet: