Marte (mitologia)

Marte, deus da guerra, era filho de Juno. Esta deusa, revoltada por Júpiter, seu marido, ter dado ao mundo a deusa Minerva sem a sua participação, procurou Oceano, para que este a ensinasse a fazer o mesmo. Quando ia a caminho, sentou-se à porta do templo de Flora, deusa das flores e da primavera, para descansar da jornada. Flora veio ter com ela e perguntou-lhe o motivo daquela sua viagem: prometeu ensinar-lhe o segredo, com a condição de ela nunca o revelar a ninguém.
Flora mostrou-lhe então uma flor que tinha a seguinte virtude: qualquer mulher que se sentasse sobre ela ficava logo pejada.
Foi assim que Juno deu à luz Marte, que, mais tarde, nomeou deus da guerra.
Marte presidia a todos os combates e amou extremosamente Vénus, com quem Vulcano o surpreendeu.
Marte representa-se sempre armado dos pés à cabeça, com um galo junto de si.
Como referenciar: Porto Editora – Marte (mitologia) na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-02 22:59:33]. Disponível em