Martin McGuinness

Político e governante irlandês, James Martin Pacelli McGuinness, nascido a 23 de maio de 1950, em Derry, na Irlanda do Norte, chegou a vice-primeiro-ministro do seu país em 2007, após ter sido alcançado um acordo entre católicos e protestantes.
Com vinte anos, Martin McGuinness aderiu ao IRA (Exército Republicano Irlandês), organização nacionalista irlandesa que lutava pela independência em relação ao Reino Unido. Esteve envolvido no Domingo Sangrento, em 1972, quando morreram em Derry 14 ativistas dos direitos humanos que marchavam pela paz. As suas atividades no IRA levaram a que fosse preso mais de uma vez. Depois de sair da prisão em 1973 ganhou um papel de destaque no Sinn Féin, a ala política do IRA.
Em 1982 foi eleito para a assembleia nacional que, contudo, teve uma curta existência. Ainda nesse ano, foi proibido de entrar na Grã-Bretanha por estar associado, no entender do governo britânico, a atividades terroristas. Mais tarde, chegou a negociador-chefe com o governo britânico e esteve envolvido, principalmente na década de 90, em conversações secretas com altos responsáveis da Grã-Bretanha. Participou também em conversações pela paz com diversos líderes mundiais.
Convertido em adepto da via política para obter a paz, McGuinness acabou por ser eleito, em 1997, membro do parlamento do Reino Unido. No ano seguinte, liderou a equipa de negociadores que alcançou o Acordo de Sexta-feira Santa, que levou à criação de uma assembleia legislativa e a uma coligação entre nacionalistas e republicanos.
Em 1999 assumiu o cargo de ministro da Educação do governo da Irlanda do Norte, tendo estado em funções até 2002 neste executivo de poder partilhado.
Entretanto, em 2001 voltou a ser eleito para o parlamento do Reino Unido, mas tal como os seus colegas do Sinn Féin recusou-se a ocupar o lugar.
A 8 de maio de 2007, após a obtenção de um acordo entre católicos e protestantes, Martin McGuinness tomou posse como vice-primeiro-ministro da Irlanda do Norte, trabalhando em conjunto com o reverendo protestante Ian Paisley, o primeiro-ministro.
Como referenciar: Martin McGuinness in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-23 04:47:12]. Disponível na Internet: