matemática

A Matemática é a ciência do raciocínio lógico. Ela envolve uma permanente procura da verdade. É rigorosa e precisa. Embora muitas teorias descobertas há longos anos ainda hoje se mantenham válidas e úteis, a Matemática continua permanentemente a modificar-se e a desenvolver-se.
Pode também dizer-se que é uma ferramenta uma vez que contém em si mesma a capacidade de resolução de problemas. Permite organizar, simplificar e interpretar dados, bem como efetuar cálculos necessários em áreas como a científica, dos negócios ou da economia. Atualmente, com o grande desenvolvimento das calculadoras e dos computadores, a Matemática tornou-se capaz de resolver com rapidez alguns problemas que anteriormente eram de resolução muito demorada e trabalhosa ou até impossível.
Historicamente, a Matemática começou por ser apenas o ramo a que hoje se chama aritmética (o estudo dos números, das relações entre eles e das regras com que se combinam uns com os outros). Os factos obtidos pela aritmética permitem vários tipos de interpretações concretas do mundo físico que nos rodeia. Assim, corresponde a dizer, por exemplo, que três maçãs juntamente com outras três maçãs correspondem a tantas maçãs como duas vezes três maçãs. Quando a expressão anterior não se refere a qualquer entidade física concreta mas apenas a objetos puramente matemáticos, considera-se abstrata. Muita da utilidade da Matemática decorre da sua abstração, o que a torna aplicável a diversos tipos de situações problemáticas. A álgebra, por exemplo, recorrendo à representação de números desconhecidos através de símbolos permite alargar a aplicação dos conceitos da aritmética. Outro ramo da Matemática é a geometria, que aborda questões relativas à dimensão e à forma de objetos. A geometria associada com a álgebra conduz, por um lado, à trigonometria (que tem uma particular utilidade no cálculo de distâncias, evitando que estas sejam diretamente medidas) e, por outro lado, à geometria analítica, na qual objetos geométricos são estudados recorrendo a meios algébricos.
Outros ramos como o cálculo e a análise correspondem a um desenvolvimento do conhecimento matemático e envolvem conceitos que não aparecem na matemática mais elementar: o conceito de função e o de limite.
De qualquer forma, as divisões entre os vários ramos da Matemática não têm fronteiras perfeitamente definidas sendo, atualmente, mais aceite a divisão em dois grandes ramos segundo uma outra perspetiva que não a do "tipo" de matemática que se está a considerar. São eles o da "matemática pura", no qual se enfatiza o processo dedutivo intrínseco, e o da "matemática aplicada", que será a parte da matemática que se desenvolve tendo em vista a resolução de problemas científicos de várias ordens.
Como referenciar: matemática in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-02-23 20:16:50]. Disponível na Internet: