medo

O medo caracteriza-se por uma resposta emocional desencadeada por um estímulo que representa um perigo reconhecido como consciente e de origem externa. O medo é sempre uma experiência subjetiva que pode ir desde a simples apreensão e inquietação até ao terror intenso. Os elementos concomitantes, somáticos e fisiológicos, são transmitidos essencialmente pelo sistema nervoso autónomo e pelas glândulas endócrinas.
Deve-se distinguir medo de ansiedade, porque, no caso da ansiedade, a origem do perigo surge em grande parte de algo que ainda não aconteceu, sendo uma expectativa não reconhecida, proveniente fundamentalmente do foro psicológico. As reações fóbicas, por exemplo, são medos patológicos de origem interna e não externa, como o medo. Pode-se dizer que o medo é uma reação emocional adaptativa, já que tem um papel importante na sobrevivência do organismo.

Como referenciar: medo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-01-25 23:38:32]. Disponível na Internet: