Memórias da Literatura Contemporânea

Volume de ensaios de crítica literária que constitui uma refundição e ampliação dos Ensaios de crítica e de literatura, publicados em 1849, permitindo-se o autor, Lopes de Mendonça, seis anos volvidos sobre a edição destes, avaliar de forma mais distanciada e lúcida a evolução da literatura nacional, ocupando-se, tal como na primeira obra, de Almeida Garrett, dos poetas da revista O Trovador, de Bulhão Pato e de Latino Coelho, entre outros. Das várias noções avançadas por Lopes de Mendonça para a compreensão do fenómeno literário, destacam-se a chamada de atenção para a importância do estudo das influências estrangeiras na literatura nacional e a antecipação das críticas de Antero ou Teófilo, quanto à denúncia da degradação sentimentalista do Romantismo português.
Como referenciar: Memórias da Literatura Contemporânea in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-22 00:22:16]. Disponível na Internet: