Mestre do Sardoal

Este pintor quinhentista de identidade ignorada deve a denominação que foi convencionada aos seis painéis que encontrados na igreja Matriz do Sardoal, com a iconografia de S. João Evangelista, S. João Batista, Anunciação à Virgem Maria, Cristo abençoando, S. Paulo e S. Pedro. Estavam igualmente seis painéis pintados, da sua autoria, no retábulo-mor da igreja do Mosteiro de Santa Maria de Celas, em Coimbra, que foram trasladados para o Museu Machado de Castro. Outras obras que lhe foram atribuídas foram a Adoração dos Magos do Museu das Janelas Verdes, dois santos bispos do Museu de Évora, S. Bartolomeu e Assunção da Virgem, do Museu Machado de Castro e um S. Vicente do Museu de Beja. Crê-se que a sua obra atinja um total de vinte e seis exemplares, alguns dos quais (como o retábulo de Montemor-o-Velho) possuem um monograma, MN, que deu azo à sua identificação com determinados artistas que laboravam na mesma época e na mesma circunscrição geográfica, não se tendo, contudo, chegado a conclusões definitivas.
Como referenciar: Mestre do Sardoal in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-14 08:44:26]. Disponível na Internet: