metáfase (meiose)

metáfase I
Etapa da divisão I da meiose, compreendida entre a prófase I e a anáfase I e caracterizada pela formação da placa equatorial.
A placa equatorial é formada pela ligação dos bivalentes a microtúbulos do fuso acromático, através dos centrómeros, que ficam voltados para polos opostos. Os pontos de quiasma dispõem-se no plano equatorial do fuso acromático.
A orientação dos pares de homólogos, relativamente aos polos, faz-se ao acaso, o que contribui para a variabilidade genética.
Durante a metáfase I, o número de cromossomas e o teor de DNA não se alteram.
metáfase II
Etapa da divisão II da meiose, a metáfase II caracteriza-se pela formação da placa equatorial.
Os cromossomas, constituídos por dois cromatídios e um centrómero, alinham-se na zona equatorial do fuso acromático. O alinhamento dos cromossomas é feito pelos centrómeros, ficando os braços dos cromatídios voltados para fora.
Na metáfase II não há alteração do número de cromossomas, nem do teor de DNA.
Como referenciar: Porto Editora – metáfase (meiose) na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-18 09:06:58]. Disponível em