metalepse

Figura de retórica da esfera da metonímia/sinédoque que explora as relações lógicas de contiguidade semântica para designar o antecedente pelo consequente ou a causa pela consequência e vice-versa. No exemplo que se segue, é o consequente som produzido pelas trombetas que, por metonímia, incita as pessoas, não as próprias trombetas, que constituem o antecedente e a causa lógica:
"Sonorosas trombetas incitavam
Os ânimos alegres, ressoando"
(Camões, Os Lusíadas, II, 100)
No exemplo que se segue, a alegria é a consequência da existência da mulher amada:
"amor meu, alegria minha, como permitis ser eu tão atormentado com a dor?"
(Filipe da Luz)
Como referenciar: Porto Editora – metalepse na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-02 12:06:40]. Disponível em