Michael Jackson

Músico e cantor norte-americano, Michael Jackson nasceu a 29 de agosto de 1958, em Gary, Indiana, nos Estados Unidos da América. Faleceu a 25 de junho de 2009, aos 50 anos, em Los Angeles.
Com os Jackson Five - mais tarde Jacksons - cedo assumiu protagonismo no panorama soul norte-americano. Aos 11anos já era o vocalista principal do grupo. A postura em palco e o modo de dançar originaram um estilo muito próprio, que solidificou ao longo da carreira.
Paralelamente à atividade com os seus irmãos, iniciou carreira a solo enquanto adolescente, editando vários trabalhos pela editora Motown, o primeiro dos quais, em 1972, intitulado "Got To Be There". Em 1978 participou, ao lado de Diana Ross, na versão em filme do musical da Broadway The Wiz, colaborando também na banda sonora.
Em 1979, na editora Epic, e com produção de Quincy Jones, editou Off The Wall, um álbum que apresentou ao mundo um Michael Jackson adulto e sofisticado. Este trabalho, com grande sucesso no Reino Unido e nos EUA, valeu-lhe o primeiro prémio grammy da sua carreira com o tema "Don't Stop Till You Get Enough" (1979).
O ano de 1982 vê sair "Thriller", álbum que marcou a história da música pop. Singles como "Billie Jean" (1983), "Beat It" (1983), "Thriller" (1983) ou o dueto com Paul McCartney em "The Girl Is Mine"(1982), entre outros, fizeram deste trabalho um sucesso de vendas sem precedentes. Os vídeos promocionais inovaram pelos momentos de dança, nos quais Michael se mostrou exímio. O vídeo do tema-título, "Thriller", de 14 minutos, surgiu como um dos mais importantes da década de 80.
Mesmo sofrendo o efeito de comparação com "Thriller", os álbuns seguintes obtiveram grande sucesso em todo o mundo: Bad (1987), que proporcionou a primeira tournée de Michael Jackson a solo, Dangerous (1991), HIStory Past, Present and Future, Book 1 (1995), uma coletânea dos seus maiores sucessos, contendo também temas novos, e Blood On The Dance Floor: HIStory In The Mix (1997).
Outros singles de sucesso após Thriller "I Just Can't Stop Loving You" (1987) - em dueto com Siedah Garret -, "Bad" (1987) - acompanhado de um vídeo de 17 minutos realizado por Martin Scorsese -, "Black Or White" (1991), "Remember The Time" (1992), "Heal The World" (1992), "Scream" (1995), "Earth Song" (1995), "They Don't Care About Us" (1996) e "Blood On The Dancefloor Single" (1997).
Participou em 1985 no movimento USA for Africa - projeto que reuniu vários artistas no combate à fome no terceiro mundo e do qual saiu o tema "We Are the World".
Fundou a Heal The World Foundation em 1992, uma organização de caridade destinada a ajudar as crianças desfavorecidas de todo o Mundo e o meio ambiente.
Publicou a sua autobiografia, Moonwalk, em 1988, acompanhada, em 1989, do filme Moonwalker, um misto de música, dança e efeitos especiais.
Em 2001, o cantor lançou Invincible, numa fase da sua vida em que Jackson parecia tudo menos invencível. O cantor não registava um êxito há mais de 10 anos, depois do apogeu do sucesso na década de 80, durante a qual se afirmou inequivocamente como uma das principais figuras da cena pop mundial. O álbum não foi o regresso que Michael Jackson esperaria mas, ainda assim, mostrou que o cantor continuava a ser capaz de produzir boa música pop. Os temas "Unbreakable", "You Rock My World" e "Butterflies" foram sucessos modestos.
O músico tem estado afastado dos estúdios. Dos últimos lançamentos, uma nota para algumas compilações que mostram o melhor da sua carreira musical, entre as quais Greastest Hits, History, vol. 1 (2001) e Number Ones (2003).
A especulação acerca da sua vida privada cresceu ao longo da sua carreira: rumores sobre hipotéticas cirurgias plásticas e medicação no sentido de tornar branca a cor da sua pele; especulações em torno do seu comportamento introvertido, projetando a imagem de um homem isolado e excêntrico; dúvidas acerca das intenções por detrás dos seus dois casamentos: a 26 de maio de 1994 com Lisa Marie Presley, união que durou 19 meses, e em 1996 com a enfermeira Debbie Rowe, do qual nasceu o seu filho em fevereiro de 1997. No entanto, o maior revés na sua imagem surgiu em 1993 com as acusações de abuso sexual de um menor. A investigação criminal não encontrou provas para a abertura de um processo de acusação formal, pelo que o caso foi encerrado em setembro de 1994. Em novembro de 2003, nova investigação policial é despoletada. A formalização da acusação, que inclui crimes de abuso sexual a menores, concretizou-se em dezembro desse mesmo ano, tendo o julgamento sido iniciado em janeiro de 2004. A 13 de junho de 2005 o cantor foi absolvido de todos os crimes de que era acusado: cinco relacionados com abuso sexual de um menor, quatro por administração de bebidas alcoólicas a menores e um de rapto de um menor.
A sua primeira aparição pública após o julgamento foi na cerimónia de entrega dos prémios de "World Music", realizado no Earl's Court, em Londres, em novembro de 2006, onde recebeu o Prémio Diamante, no valor de 370 mil euros, pela quantidade de discos vendidos ao longo da sua carreira, que ronda 100 milhões de unidades.
Como referenciar: Michael Jackson in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-25 17:43:24]. Disponível na Internet: