Miguel Guilherme

Ator e encenador português nascido em 15 de novembro de 1958. Após ter saído do Conservatório Nacional, entrou para os quadros do Teatro da Cornucópia, em 1982. O seu rosto tornou-se conhecido do grande público quando em 1986 protagonizou um anúncio publicitário televisivo referente a um eletrodoméstico. O seu estilo agradou a Herman José, que descobriu nele enormes potencialidades cómicas, convidando-o a integrar o elenco da série Humor de Perdição (1987) que englobava nomes como Virgílio Castelo, Manuela Maria e Lídia Franco. A partir de inícios da década de 90, tornou-se um dos atores mais requisitados pelos realizadores portugueses, destacando-se sobretudo pelos seus trabalhos com Manoel de Oliveira, sobretudo Non, ou a Vã Glória de Mandar (1990), A Divina Comédia (1991), Vale Abraão (1993), A Caixa (1994) e Palavra e Utopia (2000). Foi também o protagonista de Aparelho Voador a Baixa Altitude (2002) de Solveig Nordlund e foi dirigido por Fernando Lopes em O Delfim (2002) e Lá Fora (2004). Na televisão, protagonizou sobretudo séries humorísticas como Sozinhos em Casa (1993), Herman Enciclopédia (1997) e O Fura-Vidas (1999). Integrou também o elenco da telenovela O Jogo (2003).
Como referenciar: Miguel Guilherme in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-13 21:20:13]. Disponível na Internet: