Miliobatídeos

Família de peixes, da classe condricties e da ordem dos rajiformes. De vida pelágica, os peixes desta família nadam da mesma maneira que as raias, com as ondulações das suas pontiagudas barbatanas peitorais, assemelhando-se a um voo calmo. A dentição dos indivíduos desta família, conhecidos popularmente por chuchos ou ratões, é formada por um pavimentoso mosaico de peças planas que lhes possibilita quebrar as carapaças dos caranguejos e as conchas de bivalves que constituem a sua base alimentar. Esta é complementada por vermes, moluscos e peixes. A cabeça é saliente e o focinho curto. A cauda é muito alongada. Como órgão de defesa, a cauda dos ratões apresenta um longo aguilhão venenoso, que se pode mover em todas as direções, podendo repelir qualquer tipo de ataque, embora a cauda, com a idade, vá perdendo flexibilidade. O aguilhão é substituído periodicamente, não sendo difícil encontrar indivíduos com dois, três e até quatro aguilhões. São peixes ovovivíparos e o seu tamanho pode atingir 25 metros de comprimento. Os juvenis possuem um aguilhão muito mole, incapaz de causar dano à mãe, que endurece rapidamente em contacto com a água do mar. Encontram-se nas águas atlânticas. A espécie Myliobatis aquila (ratão) encontra-se nas águas portuguesas.
Como referenciar: Miliobatídeos in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-09 05:39:30]. Disponível na Internet: