Artigos de apoio

minhoca
Designação vulgar do filo dos anelídeos, da classe dos oligoquetas, da ordem dos megadrilos e da família dos Lumbricídeos. A classe dos oligoquetas, ou segundo alguns autores, a dos quetópodes (consideram a designação oligoquetas como uma subclasse), está distribuída por duas mil e quinhentas espécies. A minhoca (Lumbricus terrestris) é um anelídeo subterrâneo de corpo delgado subcilíndrico, deprimido para trás o que permite distinguir a parte anterior. A minhoca é um verme anelado, pois o seu corpo é constituído por cento e cinquenta anéis separados internamente por septos. A minhoca é revestida por uma cutícula de brilho iridiscente, com pequeno número de sedas por segmento. A deslocação é feita devido a movimentos de contração dos músculos longitudinais e a contração dos músculos circulares. O atrito no solo para possibilitar a deslocação deve-se à existência de sedas locomotoras nos anéis.
As suas dimensões variam entre alguns centímetros e os três metros.
Durante o dia as minhocas estão no subsolo onde cavam galerias e vão recolhendo da terra substâncias orgânicas, fundamentalmente detritos vegetais, de que se alimentam.
Feita a digestão, expulsam os detritos que servem de adubo. No verão é necessário escavar profundamente para encontrar minhocas, mas a seguir a uma chuvada, à noite, sobem para o solo.
Todas as minhocas põem ovos quer sejam machos quer sejam fêmeas. Os ovos são colocados no anel de muco segregado com os excrementos.
O anel é abandonado na terra, disseca-se, e nele vão eclodir as minúsculas minhocas.
Como referenciar: minhoca in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-08-20 18:28:12]. Disponível na Internet: