monotrémato

Aos mamíferos desta ordem falta-lhes a ponte de tecido nervoso, o corpo caloso, que liga os hemisférios cerebrais dos mamíferos mais evoluídos, e como os répteis, apenas têm uma abertura na parte posterior do corpo. Os orifícios urogenital e anal abrem-se na cloaca. O modo como regulam a temperatura interna assemelha-se mais à dos mamíferos. Os adultos não têm dentes funcionais, apresentando um bico córneo. Nos juvenis existem dentes. Possuem rudimentares ossos epipúbicos que sustentam a bolsa marsupial nos cangurus. As crias, depois da eclosão, alimentam-se do leite das glândulas mamárias, desprovidas de tetas. São glândulas sudoríparas modificadas.
Um representante desta ordem é o ornitorrinco (Ornithorynchus anatinus), que vive na Austrália e na Tasmânia. Com 40 a 50 centímetros de comprimento, o ornitorrinco tem um bico semelhante ao dos patos, patas com membranas interdigitais e cauda semelhante à dos castores. O macho apresenta um esporão córneo em cada artelho que está ligado a uma glândula de veneno. Tem vida aquática e constrói galerias, nas margens dos rios, que podem atingir 12 metros de comprimento. Alimenta-se de vertebrados de água doce. Durante os meses de agosto e dezembro a fêmea constrói, com raízes e folhas, um ninho onde põe de 1 a 3 ovos, com cerca de 2 centímetros e de casca grossa, branca e flexível. As crias nascem com cerca de 25 milímetros de comprimento.
Outro representante desta ordem é o equidno, de que se conhecem 5 espécies. Os equidnos como, por exemplo, a Tachyglossus acuelatus, vivem na Austrália, Tasmânia, Nova Zelândia e Papuásia. Têm cerca de 43 centímentros de comprimento, bico comprido e cilíndrico, língua extensível e o corpo coberto por pelos e espinhos grossos. As patas são curtas, providas de 3 a 5 dedos com garras. Têm vida noturna e alimentam-se de formigas.
A fêmea põe um ovo que possivelmente leva na bolsa do abdómen. O macho tem um esporão córneo em cada artelho.
Como referenciar: monotrémato in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-01-18 20:31:30]. Disponível na Internet: