Morais e Castro

Ator português nascido em 30 de setembro de 1942, exerceu paralelamente a profissão de advogado. Faleceu a 22 de agosto de 2009, aos 69 anos, em Lisboa.

Após ter frequentado o Conservatório Nacional, estreou-se no cinema com um pequeno papel no filme Pássaros de Asas Cortadas (1963).
Foi um dos precursores do teatro independente português, tendo participado juntamente com Rui Mendes e Irene Cruz na fundação do Grupo 4 (1966) e do Teatro Moderno de Lisboa (1968) onde teve como colegas atores consagrados como Carmen Dolores, Ruy de Carvalho e Rogério Paulo.

Assumidamente comunista, foi diversas vezes interrogado pela PIDE. Após o 25 de abril, foi presença constante no Teatro Vasco Santana, onde, ao lado de Amália Rodrigues, fez sessões de esclarecimento sobre a Revolução dos Cravos.

Ganhou extrema popularidade através da televisão, especialmente no papel de professor na série cómica As Lições do Tonecas (1996-99).

Entre outros registos, contam-se participações nas séries Eu Show Nico (1988), Euronico (1990) e nas telenovelas Desencontros (1995), Filhos do Vento (1997) e Amanhecer (2002).
Como referenciar: Morais e Castro in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-17 13:33:22]. Disponível na Internet: