mosquito

Nome de vários insetos de várias espécies que abundam fundamentalmente em lugares onde existem águas estagnadas e estrumeiras, e nas regiões tropicais.
São insetos dípteros da família dos Culicídeos, de dimensões geralmente pequenas com o corpo delgado, patas muito compridas e de aspeto frágil.
Possuem uma antena filiforme e larga, formada por vários segmentos idênticos e articulados topo a topo. As larvas de mosquito apresentam cabeça distinta do corpo e o invólucro da pupa é apresentado por um rasgão longitudinal que ocorre no seu dorso. As fêmeas dos mosquitos são na generalidade hematófagas e os machos alimentam-se de sucos vegetais. Os ovos das fêmeas só amadurecem depois de ter sido feita uma refeição de sangue. Depois desta refeição as fêmeas entram em repouso nos seus abrigos. Daí só saem para efetuar a postura. Como a incubação dos ovos demora de dois a três dias, as fêmeas picam os animais com esse intervalo de tempo. As larvas do mosquito são aquáticas pelo que as posturas são feitas na água ou em condições de os ovos ficarem rapidamente submersos. As larvas têm um corpo alongado, movem-se ativamente e respiram através de uma abertura situada na extremidade posterior. As pupas têm uma forma de vírgula e permanecem imóveis na superfície da água.
Os mosquitos têm grande importância sanitária como transmissores de agentes patogénicos.
É o caso do mosquito do género Anopheles que transmite o paludismo. Os mosquitos podem ainda transmitir o vírus da febre-amarela e as filárias que provocam a filaríase linfática.
Como referenciar: mosquito in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-04 19:15:34]. Disponível na Internet: