Motins Liberais No Brasil

No território brasileiro as ideias liberais também se começaram a difundir, apesar de um novo Estado ter nascido com a deslocação da corte para o Brasil por ocasião das invasões francesas. A tendência era a autonomização reivindicada pelos movimentos republicanos que por toda a América Latina iam crescendo. Embora já se notassem indícios da vontade de tornar o Brasil numa república, através das escaramuças que se iniciaram em 1815, no mesmo ano em que o Brasil se tornara reino, só em março de 1817 é que ocorreria o primeiro momento de revolta no Brasil levado a cabo pelos republicanos, em Pernambuco. Conscientes de um sentimento nacionalista, proclamaram a república e elaboraram uma constituição. A República Pernambucana não teve um sucesso muito prolongado porque, rapidamente, foram enviadas tropas da Coroa que lhe puseram fim.
Esta revolta teve uma grande repercussão em todo o Brasil, mas os fatores decisivos que deram corpo à ideia de um Brasil liberal e independente têm origem em Portugal, quando ocorre neste a Revolução Liberal em 1820. As boas condições de desenvolvimento que o Brasil atingiu durante a estada da corte no Brasil possibilitariam a independência. D. João VI regressa a Portugal deixando como regente o seu filho D. Pedro. Logo em 1821 surgem revoluções no Pará, depois na Baía e no Rio que obrigaram o regente a nomear um novo governo.
Embora as províncias brasileiras estivessem representadas nas Cortes liberais que foram eleitas em Portugal, a política adotada foi a de cercear os privilégios concedidos ao território por D. João VI, tornando o Brasil novamente numa mera colónia, mais conveniente à burguesia portuguesa. As Cortes pretendiam também o regresso de D. Pedro mas defrontaram-se com uma oposição veemente do novo Estado e do próprio D. Pedro. Fazendo letra-morta das decisões das Cortes liberais portuguesas, D. Pedro acabaria por proclamar o Brasil um Estado independente em Ipiranga a 7 de setembro de 1822. Uma figura que se destaca do processo de independência foi José Bonifácio de Andrade e Silva, que era ministro do Reino.
Como referenciar: Motins Liberais No Brasil in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-16 09:28:47]. Disponível na Internet: