Myriam Harry

Romancista francesa nascida a 21 de fevereiro de 1869, em Jerusalém, e falecida a 10 de março de 1958. Ainda jovem, aos quinze anos, foi viver para a Alemanha, de onde era originária a mãe, devido às dívidas acumuladas pelo pai, que se suicidara.
Depois de ter estudado em Berlim, foi estudar para Paris, onde conseguiu entrar no mundo literário francês.
Em 1898 apresentou o conto Noël à Bethléem no jornal feminista La Fronde. Teve boa aceitação e foi convidada para escrever mais dois contos. Estas três obras viriam a ser publicadas mais tarde, em 1899, num volume único intitulado Passage de Bédouins. Uma relação sentimental levou Myriam Harry a percorrer, durante três anos, o Extremo Oriente, e dessa experiência resultou o livro de contos La Pagode de l'Île Flottante, e o romance Petites Epouses, ambos lançados em 1902, assim como L'Ile de Volupté, este editado em 1907.
Entretanto, em 1904 lançara La Conquête de Jérusalem, onde, de forma romanceada, relatava a vida dos seus pais. Esta obra ganhou o Prémio Femina, criado nesse ano para compensar a recusa dos responsáveis do Goncourt, um dos mais importantes galardões literários de França, em distinguir uma obra de uma mulher.
Em 1906 e 1907 Harry viveu na Tunísia e dessa experiência resultou o livro de viagens Tunis a Blanche, lançado em 1910, assim como os romances Madame Petit-Jardin (1909) e La Divine chanson (1911).
Em 1914 lançou La Petite fille de Jérusalem, onde relata a sua infância naquela cidade e que deu origem a uma série chamada "Ciclo Siona", com seguimento após a Primeira Guerra Mundial (1914-1918).
Durante o conflito Myriam Harry fez uma pausa na escrita e dirigiu uma casa de recuperação para soldados muçulmanos.
Entre 1919 e 1934 fez diversas viagens ao Próximo Oriente, que lhe deram inspiração para um número considerável de livros de viagens, ensaios e romances.
Ainda em 1934 foi nomeada Cavaleira da Legião de Honra de França. Este foi ainda o ano da sua última grande viagem, desta vez a Madagáscar, que lhe serviu de inspiração para mais uma série de obras.
Entre 1939 e 1949 Harry publicou uma obra por ano, entre as diversas aéreas em que se especializou.
Como referenciar: Myriam Harry in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-15 15:21:53]. Disponível na Internet: