Nastassja Kinski

Atriz alemã de nome verdadeiro Nastassja Aglaia Naksynski, nasceu a 24 de janeiro de 1959 em Berlim. De origem polaca e filha do também ator Klaus Kinski, começou a sua carreira na Sétima Arte aos 16 anos no filme de Wim Wenders Falsche Bewegung (Movimento em Falso, 1975), baseado no livro de Johann Wolfgang Goethe, onde interpreta o papel de Mignon, uma malabarista muda que vive com um homem mais velho. Aos 16 anos, decidiu seguir uma carreira de modelo e conheceu o realizador muito mais velho Roman Polanski, com quem se envolveu amorosamente. Polanski proporcionou-lhe aulas de representação em Nova Iorque, no Ator's Studio, e em Londres e, em 1976, participou no filme de terror To the Devil a Daughter, de Peter Sykes. No ano seguinte, entrou no telefilme alemão realizado por Wolfgang Petersen Tatort - Reifezeugnis. Seguiu-se o drama Cosi Come Sei (1978), onde contracenou com Marcello Mastroianni e, um ano depois, protagonizou o filme de Polanski Tess, o papel que lhe trouxe fama e reconhecimento do público e pelo qual foi nomeada para o César de Melhor Atriz, ganhando o Globo de Ouro de Melhor Atriz Revelação.
Em 1982, participou em One From the Heart (Do Fundo do Coração), de Francis Ford Coppola, onde interpretou o papel de uma artista de circo, Leila, decidida a conquistar Hank (Frederic Forrest). No mesmo ano, fez de Irena, uma descendente de família meio humana meio felina em Cat People (A Felina), drama realizado por Paul Schrader. Dois anos depois, em 1984, participou em quatro longas-metragens: The Hotel New Hampshire, de Tony Richardson, numa adaptação da obra de John Irving, contracenando com Rob Lowe e Jodie Foster; voltou a colaborar com Wim Wenders no drama Paris, Texas, ao lado de Harry Dean Stanton; participou na comédia romântica Unfaithfully Yours (Infielmente Tua), onde fez de mulher de Dudley Moore; e interpretou o papel de Maria em Maria's Lovers (Os Amantes de Maria), com John Savage, Keith Carradine e Robert Mitchum. Por este último desempenho ganhou o prémio Donatello para Melhor Atriz. Em 1985, entrou em Revolution (Revolução), de Hugh Hudson, um filme de guerra sobre a revolução americana com Al Pacino e Donald Sutherland. Ficou depois um pouco afastada dos ecrãs muito devido ao nascimento da sua filha Sonya em 1986. Voltou depois a trabalhar em filmes europeus de baixo orçamento: Magdalene (1989), Torrents of Spring (1989) e no filme poético In Weiter Ferne, So Nah! (Tão Longe, Tão Perto, 1993), voltando a colaborar com Wim Wenders.
Em 1994, entrou no thriller Terminal Velocity (Velocidade Terminal), ao lado de Charlie Sheen. Destacam-se ainda os seus trabalhos em Father's Day (O Dia dos Pais, 1997), de Ivan Reitman, protagonizado por Robin Williams e Billy Crystal; One Night Stand (Cúmplice à Noite, 1997), realizado por Mike Figgis, onde interpreta uma mulher que tem um caso de uma noite com um homem casado (Wesley Snipes); o thriller The Lost Son (1999), um drama sobre uma rede de pedofilia; The Intruder (A Intrusa, 1999), pelo qual recebeu os aplausos da crítica, e The Claim (2000), realizado por Michael Winterbottom, numa adaptação do romance de Thomas Hardy.
Como referenciar: Nastassja Kinski in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-21 09:21:29]. Disponível na Internet: