Nicolau Chanterene

Escultor francês que trabalhou em Portugal de 1517 a 1551, data provável da sua morte. Introduziu no nosso país o Renascimento de influência italiana e, duas décadas depois, o classicismo. Começou por trabalhar em Coimbra, na Igreja de Santa Cruz, a mando de D. Manuel I. Desenvolveu uma obra de cariz eclesiástico, concebendo os túmulos de D. Afonso Henriques e de D. Sancho I, e os retábulos da capela do Convento de Sintra, para além das incontáveis imagens espalhadas um pouco por toda a região centro. Terá contribuído para a conceção da estatuária do Mosteiro dos Jerónimos. Em 1533 partiu para Évora, onde tem das suas mais notáveis obras, tais como o túmulo de D. Francisco de Melo, no Convento dos Loios, e as tribunas da Igreja de S. Francisco.
Como referenciar: Nicolau Chanterene in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-25 01:52:43]. Disponível na Internet: