Nicolau II (Papa)

Papa francês, após o episódio da eleição e deposição de João Mincius, que pontificou durante nove meses sob o nome de Bento X, o colégio dos cardeais reuniu-se em Siena com Hildebrando, que finalmente tinha regressado da Alemanha, e escolheu o bispo Gerardo de Florença para pontífice de Roma. Este passou a usar o nome de Nicolau II. O seu pontificado ocorreu de 6 de dezembro de 1059 a julho de 1061.
Num sínodo realizado em Roma no ano de 1059 ficou estabelecido por meio de um decreto denominado Praeducens sint que a eleição papal se faria segundo parâmetros que contemplariam a reunião dos cardeais bispos para a nomeação de um candidato, a comunicação da decisão aos demais cardeais e a apresentação do candidato ao povo para a confirmação. Também se reafirmou a abdicação da heresia de Berengário de Tours (que foi obrigado a assinar um novo documento onde se plasmava que Cristo estava presente em matéria na Eucaristia), a condenação do processo que colocou Bento X no trono pontifical, a das práticas de simonia - condenada também nos sínodos de 1060 e 1061 -, de concubinato e a das investiduras (cargos eclesiásticos dados por laicos, o mesmo é dizer que a maioria das vezes era feita por senhores a vassalos). Esta última decisão veio a por em causa a boa relação que até então tinha existido entre a Igreja e o imperador, que agora viu o apoio principal do sistema feudal tomar uma decisão de independência. De facto, quando o cardeal Estêvão se deslocou à Alemanha, em representação do papa, para falar com o imperador, não foi recebido, tendo no ano de 1061 os bispos alemães anulado os resultados do sínodo de 1059 e excomungado Nicolau II.
Nicolau II esqueceu as anteriores diatribes com os lombardos, tendo em vista o seu apoio político, e deu inclusivamente a honra ao príncipe da Calábria e da Apúlia de se tornar súbdito romano, em 1059.
Paralelamente, reforçou a implantação da reforma e da liturgia romana no Ocidente pelo envio de legados a diversas localidades.
Como referenciar: Nicolau II (Papa) in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-21 08:10:48]. Disponível na Internet: